Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Setembro 12 2009

 

“Hoje há Pão Alentejano?...”
 
Esta frase tão ouvida
neste tom interrogado
não é sentença perdida
nem um pregão inventado,
 
nem dito voando à toa…
 
Oh senhores, mas quem diria
que eu ia ouvir isto um dia
aos balcões de Padaria
desta Moderna Lisboa?!
 
“Hoje há Pão Alentejano?!”
 
e se o empregado diz:
 
- “Olhe, acabou de chegar.”
 
ri a freguesa feliz
e estende o saco apressada
pois não vá ele acabar…
 
e pede firme, sem graças,
que não pode haver engano:
 
-“Ponha-me aí dez carcaças
e UM PÃO ALENTEJANO.”
 
Ai é vê-lo meus amigos,
este pão que era só nosso,
o nosso Bem de raiz,
sem pretensões, sem ganância,
 
-como ganhou importância.
-como ganhou um País.
 
Todos o querem agora,
por inteiro…uma fatia…
umas migalhas…um naco…
 
Pão nosso de toda a hora
que é farinha doutro saco.
 
Venham vê-lo na Taberna
ou no fundo duma Adega
como alegra o camponês:
 
-ensopa o copo de três
-abafa raios e coriscos
-faz de cama prós petiscos…
 
e aconchegada a barriga
logo a voz se faz cantiga,
põe-se o Sol, vai-se a fadiga
que a noite mal começou,
e…
 
                   “às quatro da madrugada
                   um passarinho cantou…”
 
Ó Pão do meu ALENTEJO
que bela lição tu deste
na tua nobre humildade,
e como tu aprendeste
a usar Fraternidade.?
 
E sem briga, e sem guerra,
sem essa confusão louca,
deste NOME à nossa terra,
levaste-a de boca em boca…
 
Pois também vai a Banquetes
e a solenes Beberetes
nas salas bem afamadas,
 
posto assim em pedacinhos,
feito “tapas” e “entradas”,
regado com os melhores vinhos.
 
é o mais requisitado,
pedido por encomenda,
e vai em naperons de renda
até à mão de Ministros.
 
E deu no goto a Estrangeiros
e a certos senhores bem vistos
que o acham uma riqueza
e o querem na sua mesa…
 
Não se recusa a ninguém,
dá-se a ricos, pobrezinhos,
a crianças e a velhinhos
e aos doentes também.
 
Pão de Paz! Pão de Alegria!
Pão de Amor! Pão de Verdade!
 
É como Nós neste Dia,
 
uma mistura sadia
de renovo e de saudade.
 
“Hoje há Pão Alentejano?.”
 
Esta frase tão ouvida
neste tom interrogado
não é sentença perdida
nem um pregão inventado.
 
Nem dito voando à toa…
 
Ó senhores, mas quem diria
que eu ia ouvir isto um dia
aos balcões da Padaria
desta Moderna Lisboa?.
 
Que vitória meus amigos,
 este Pão que era só nosso,
o nosso Bem de raiz,
sem pretensões, sem ganância,
 
-COMO GANHOU IMPORTANCIA.
- COMO GANHOU UM PAÍS
publicado por milualves às 18:29

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

15
18
19

20
21
25



links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO